Recomendações Cinéfilas Dezembro 2021

Daniel Carrapato
Escrito por Daniel Carrapato a
Recomendações Cinéfilas Dezembro 2021

Bowling for Columbine (Michael Moore, 2002)

Autor: João Baptista

“O debate da posse de arma é uma constante nos Estados Unidos da América. Não existe nenhum outro país no mundo com um número tão elevado de portadores de arma, tal como os números tão elevados de vítimas mortais por violência de armas de fogo. A perspetiva norte-americana é diferente de tudo e todos no que toca às armas, sendo que a casualidade com que se recorre a uma espingarda como forma de resolução de um conflito deixa qualquer um em choque.

Michael Moore aprofunda este tema e tenta chegar a uma resposta à questão: Porque é que a cultura de armas é algo tão premente nos EUA? Após explorar algumas opções - como a etnicidade da população ou a história sangrenta da sua nação - chega à conclusão de que não existe uma justificação clara para a cultura americana ser como é.

Este é um documentário que nos leva numa montanha-russa de emoções. Há momentos em que é inevitável sorrir, ao observar a indiscrição e coragem de Michael Moore a entrevistar membros dos mais variados grupos, milícias e pseudo-cultos pro-armas. Mas existem também vezes em que é difícil fixar o ecrã, devido ao choque de certas cenas. O mais dececionante é o facto de este ser um documentário que, apesar de feito em 2002, continua atual como nunca – e não por boas razões.

Sergio (2009)

Autor: Guilherme Garcia

“Sergio” é um documentário comovente que, incide sobre a vida de Sérgio Vieira de Mello, carismático e cativante, Alto-Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos. Através de várias testemunhas, conseguimos entender, melhor, “Sérgio”, desde o seu período como estudante universitário em Paris, passando pelo seu papel magno como administrador da transição de Timor-Leste, pela ONU, e por fim, com a sua nomeação como representante oficial do 7º Secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, para o Iraque, onde este, acabou por morrer, devido a um atentado terrorista.

Sérgio Vieira de Mello era considerado o “go-to guy” do mundo, algo aludido pelo próprio Ex-Secretário-geral, Kofi Annan, no que dizia respeito à “defesa” de direitos humanos em áreas de risco. Este era um homem que “descia” até aos locais mais perigosos do mundo, “encantava” os piores criminosos de guerra, ao mesmo tempo que, salvaguardava a vida e os direitos das pessoas desses locais. Infelizmente, o seu “charme” não o conseguiu salvar do atentado terrorista à sede da ONU, em Bagdade, que lhe tirou a vida e, a inúmeras outras pessoas, em 2003.

The Blues (2003)

Autor: Daniel Carrapato

The Blues é uma série documental produzida por Martin Scorsese, que explora a origem africana e afroamericana dos Blues, expondo ainda como este género musical agiu como raiz a partir da qual géneros musicais americanos como o rock, o funk, o hip-hop e o rap floresceram e se ramificaram.

Os sete episódios que compõem a série são realizados por realizadores notáveis como Wim Wenders e Clint Eastwood, dando-nos a conhecer um universo musical esquecido – mesmo pelos maiores fãs de música! – onde acompanhamos figuras obscurecidas pelo tempo como Skip James, Blind Willie Johnson ou J. B. Lenoir; figuras tidas como ‘mestres’ na arte dos Blues, como Muddy Waters, B. B. King e Ray Charles; e, ainda, artistas contemporâneos como Ali Farka Touré, Taj Mahal e os sempiternos Public Enemy. Uma série de grande valor para a etnomusicologia e para a musicologia no geral!

Daniel Carrapato

Daniel Carrapato

Vogal da Cultura.